Canal da Leoa

Tudo sobre Imposto de Renda

Conteúdo grátis com qualidade sobre IR

Como se calcula o ganho de capital da pessoa física

Tudo o que envolve Imposto de Renda gera dúvidas e com o ganho de capital não é diferente, por isso, trouxemos esse artigo para que você aprenda como calcular e declarar seus ganhos como pessoa física.

Ganho de capital pessoa física

Primeiro é preciso entender o que é ganho de capital para pessoa física que, resumidamente, é todo valor acrescentado ao patrimônio do contribuinte. Sendo assim, sempre que houver vendas de bens, seja ele móvel ou imóvel, se o valor de venda for maior que o de compra, o lucro obtido nesse repasse é denominado capital de ganho para a Pessoa Física.

Para exemplificar, imagine que você possui um terreno, o qual foi adquirido pelo total de R$ 100 mil e, alguns anos depois, você efetua a venda desse patrimônio por R$ 250 mil.

Neste exemplo básico, a diferença de R$ 150 mil entre a compra e a venda, configura-se ganho de capital ao contribuinte.

Contudo, o ganho de capital pode ir além dos ativos físicos, ou seja, os bens intangíveis como registros de marcas, patentes e direitos autorais também são considerados aumento de patrimônio.

Além destes, considere que bens financeiros vindos de outras vertentes como investimentos, aplicações e ações também devem ser declarados como ganho de capital. Ou seja, sempre que o contribuinte obtiver um aumento comprovado em seu patrimônio, deve declarar o mesmo como ganho de capital.

Devo pagar imposto sobre o ganho de capital como pessoa física?

A resposta pode variar de acordo com o valor ganho. Entretanto, mesmo que não haja tributação, é fundamental que toda a ocorrência da operação seja informada ao fisco.

Essa informação deve estar presente no processo de declaração do Imposto de Renda como Pessoa Física, de modo que no seu documento é preciso informar o que foi vendido e os valores obtidos na transação.

Estão isentos de pagar IR os contribuintes que venderam seu único imóvel por um valor inferior a R$ 440 mil, desde que não tenham utilizado o benefício de isenção dessa natureza nos últimos cinco anos.

Também se aplica isenção de pagamento do IR quando o valor obtido com a venda da propriedade for utilizado para adquirir outro imóvel residencial, com a ressalva de que essa aquisição aconteça dentro do prazo de 180 dias após a venda.

Ainda na seção de imóveis, fica isenta de tributação a venda de imóveis que foram adquiridos pelos seus proprietários até o ano de 1969.

Por último, os veículos vendidos somente serão tributados com Imposto de Renda quando o valor de venda do automóvel for maior que R$ 35 mil.

Para aqueles que não obtiveram isenção do IR, saibam que cada ganho de capital possui uma alíquota diferenciada.

O cálculo do IR referente ao ganho de capital é bem simples: a fórmula é a mesma para qualquer outra declaração, apenas os valores de venda e de alíquota são alterados.

Confira a tabela referente ao cálculo abaixo.

Cálculo base ganho capital

Agora, como citado anteriormente, o valor da alíquota aplicada é variável de acordo com o patrimônio vendido, lembrando que a tabela funciona de forma progressiva para itens bem valorizados.

Veja só!

Tabela alíquota ganho capital

Como calcular o ganho de capital na venda de imóvel?

Com a junção das duas tabelas, ficou fácil identificar o cálculo que precisa ser feito, certo?

Basicamente, funciona da seguinte forma: você possui um imóvel residencial, o qual comprou pelo valor de R$ 700 mil e decidiu colocá-lo à venda por R$ 820 mil.

Dessa maneira, basta diminuir o valor de venda pelo de compra para resultar no seu ganho de capital.

Cálculo do ganho de capital
R$ 820 mil (valor pela venda) - R$ 700 mil (valor de aquisição) = R$ 120 mil (este foi seu lucro obtido)
Cálculo de IR sobre o ganho
R$ 120 mil (lucro obtido com a venda) x 15% (alíquota estipulada pela RF) = R$ 18 mil (este será o valor pago ao IR).

Por último, é importante considerar o ano em que o imóvel foi adquirido, pois esta pode ser uma variante para o cálculo.

Por exemplo, imóveis adquiridos entre 1970 e 1988 possuem um benefício fiscal parcial, que pode variar de 95% de desconto, no ganho de capital para imóveis comprados em 1970, a até 5% para bens adquiridos em 1988.

Ou seja, o benefício diminui 5% a cada ano e imóveis adquiridos antes de 1996 também têm direito à redução de 70% sobre o ganho de capital.

Como calcular o ganho de capital de ativos financeiros?

Aqui, o valor da alíquota pode variar de acordo com o tipo de ação que for vendida. Por exemplo, as ações comuns possuem alíquota de 15%. Já as daytrade e os fundos imobiliários possuem uma porcentagem um pouco maior: de 20% sobre o total das vendas.

No entanto, em ambas as situações, há isenção, caso o valor da venda seja inferior a R$ 20 mil.

Como calcular o ganho de capital na venda de veículo?

A alíquota sobre a venda dos veículos é a mesma dos imóveis, ou seja, de 15%. Desta maneira, o cálculo efetuado para descobrir o valor do ganho de capital e qual a faixa de alíquota que incide sobre ele, se dá da mesma maneira com os imóveis.

Contudo, lembre-se de que veículos vendidos por um preço abaixo de R$ 35 mil estão isentos de tributação.

Posso parcelar a tributação referente ao ganho de capital?

Sim, é possível fazer parcelamento de ganho de capital, desde que a venda referente ao ganho tenha sido efetuada a prazo.

Ou seja, ao comprar uma propriedade por R$ 200 mil e depois vendê-la por R$ 400 mil, em um parcelamento de 20 prestações, o contribuinte tem direito a parcelar o ganho de capital durante o mesmo período.

O pagamento funciona do mesmo modo como o negócio foi efetuado. Logo, o contribuinte deve pagar a parcela referente à alíquota de ganho até o último dia útil do mês seguinte ao recebimento.

Considere esse exemplo: a primeira parcela recebida referente à venda foi no mês de Setembro. Então se deve pagar o valor da alíquota referente ao ganho de capital daquela parcela até o último dia do mês de Outubro.

Usando o exemplo acima, a cada R$ 20 mil recebidos mensalmente, dos R$ 10 mil referentes ao seu ganho de capital, 15% será tributado ao fisco como ganho de capital, ou seja, R$ 1.500 mensais.

Caso a venda do seu móvel, imóvel ou qualquer outro bem conforme já citamos acima seja feita à vista, não há possibilidades de parcelar o tributo referente ao ganho de capital.

O que você achou do post?

7 Respostas

Deixe seu comentário

Cálculo automático do
Imposto de Renda dos
seus investimentos

Compre e venda sem medo de cair na Malha Fina.

começar agora