Canal da Leoa

Tudo sobre Imposto de Renda

Conteúdo grátis com qualidade sobre IR

Como preencher o carnê do INSS (GPS): passo a passo

Preencher o carnê do INSS é uma tarefa simples, mas que deve ser feita com muita seriedade e atenção. Afinal, são seus benefícios previdenciários que estão em jogo. Por isso, aqui você confere como preencher os dois meios pelos quais você pode contribuir com o INSS.

Como preencher carne inss

Você pode preencher o carnê do INSS de duas formas: por meio do preenchimento manual de uma Guia da Previdência Social (GPS), documento encontrado em qualquer papelaria ou através da internet, por meio do Sistema de Acréscimos Legais (SAL), página disponibilizada pelo site da Receita Federal.

O preenchimento por conta própria geralmente é feito por trabalhadores autônomos, sejam eles profissionais informais, liberais ou empresários. Afinal, trabalhadores com carteira assinada têm o benefício recolhido diretamente na folha de pagamento.

As principais informações que deverão ser anexadas ao carnê são:

  • dados pessoais;
  • o código de pagamento conforme o tipo de contribuição;
  • mês e ano da contribuição;
  • número do PIS ou NIT; e
  • o valor do recolhimento.

Nos parágrafos seguintes, você acessa mais informações sobre o tópico, além de aprender passo a passo como preencher o carnê do INSS de modo manual e também online.

O que é a Guia da Previdência Social - GPS?

É o documento oficial para o recolhimento de contribuições sociais por parte dos contribuintes da Previdência Social, sejam eles facultativos ou não.

Assim, se você não trabalha de carteira assinada e, mesmo assim, deseja se aposentar ou usufruir dos benefícios da previdência social no futuro, será necessário emitir o documento de modo mensal ou trimestral.

O valor da GPS dependerá do tipo de contribuição, isto é, a partir do plano de contribuição selecionado, o contribuinte terá um código de pagamento correspondente, cada código representa uma porcentagem de contribuição, porcentagem essa que servirá de base de cálculo para o valor que deve ser pago.

Por isso, essa numeração específica deverá ser mencionada no preenchimento da guia todas as vezes em que o documento for preenchido ou emitido pela internet.

Depois de preencher a GPS, você pode pagá-la em bancos, casas lotéricas e, até mesmo, pelo internet banking. O documento deve ser pago até o dia 15 do mês seguinte ao mês de competência.

Tipos de contribuição e seus códigos de pagamento

Antes de aprender como preencher a Guia da Previdência Social, confira a seguir os tipos de contribuição e seus principais códigos de pagamento:

Plano normal de contribuição (20% do rendimento mensal ou trimestral) Plano simplificado de contribuição (11% do salário mínimo) Contribuinte Individual que presta serviços à Pessoa Jurídica (11% do valor recebido/recolhido pela PJ ou autônomo)

-  Contribuinte individual mensal que presta serviço para pessoa física - Código 1007.

-  Contribuinte individual trimestral que presta serviço para pessoa física - Código 1104

-  Contribuinte individual mensal que presta serviço para pessoa física - Código 1163.

-  Contribuinte individual trimestral que presta serviço para pessoa física - Código 1180.

-  Contribuinte individual mensal que presta serviço para pessoa jurídica - Código 1120.

-  Contribuinte individual trimestral que presta serviço para pessoa jurídica - Código 1147.

-  Contribuinte individual rural mensal que presta serviço para pessoa física - Código 1287.

-  Contribuinte individual rural trimestral que presta serviço para pessoa física - Código 1228.

-  Contribuinte individual rural mensal que presta serviço para pessoa física - Código 1236.

-  Contribuinte individual rural trimestral que presta serviço para pessoa física - Código 1252.

-  Contribuinte individual rural mensal que presta serviço para pessoa jurídica - Código 1805.

-  Contribuinte individual rural trimestral que presta serviço para pessoa jurídica - Código 1813.

-  Segurado Facultativo mensal - Código 1406.

-  Segurado Facultativo trimestral - Código 1457.

-  Segurado Facultativo mensal - Código 1473.

-  Segurado Facultativo trimestral - Código 1490

 

Com o seu número em mãos, podemos passar para as etapas seguintes!

Como emitir a Guia da Previdência Social?

Existem duas maneiras de recolher o INSS por conta própria: a primeira é por meio do carnê de GPS comprado em uma papelaria. A segunda é por meio do Sistema de Acréscimos Legais (SAL), disponibilizado no site da Receita Federal.

Vale lembrar que as duas formas são fáceis de serem preenchidas e são meios seguros de recolher o INSS. Por isso, opte pela forma que seja mais prática e agradável para você.

A seguir, você confere o passo a passo de como preencher o carnê do INSS sendo autônomo, seja de modo manual ou através da internet.

Como preencher o carnê do INSS manualmente?

A Guia da Previdência Social deve ser preenchida da seguinte forma:

Cálculo compensação horas

  1. Campo 1: nome, telefone, endereço.
  2. Campo 2: o preenchimento será feito pelo INSS.
  3. Campo 3: insira o código de pagamento conforme o tipo de contribuição.
  4. Campo 4: mês e ano que você pretende contribuir (o INSS é pago sempre entre o dia 01 e 15 de cada mês, logo, a competência será o mês anterior ao pagamento).
  5. Campo 5: insira o número do seu PIS ou NIT.
  6. Campo 6: valor que pretende recolher ao INSS (valor correspondente à alíquota do tipo de contribuição).
  7. Deixe o campo 7, 8, 9, 10 em branco.
  8. Campo 11: valor total pago ao INSS, idêntico ao campo 6.

Depois disso, basta efetuar o pagamento da via no banco ou casa lotérica mais próxima.

Como preencher o carnê do INSS de modo online?

Para preencher o carnê do INSS pela internet, será preciso seguir o passo a passo:

  1. Acesse o Sistema de Acréscimos Legais (SAL).
  2. Escolha entre as opções “Contribuintes Filiados Antes de 29/11/1999” ou “Contribuintes Filiados a partir de 29/11/1999”, de acordo com sua situação de contribuinte.
  3. Escolha entre as categorias “autônomo”, “facultativo” ou “segurado especial”.
  4. Insira o número do seu NIT, PIS ou PASEP.
  5. Preencha a numeração indicada pelo quadro de segurança.
  6. Aperte em confirmar.
  7. Comece o preenchimento informando a data de início e fim da competência, ou seja, o mês e o ano de pagamento.
  8. Deixe o campo “classe” em branco.
  9. Informe o salário base no campo destinado - lembre-se que o salário-base tem relação direta com o valor de contribuição, afinal, o próprio sistema vai recolher a porcentagem de acordo com o código de contribuição escolhido. Assim, se você pretende pagar pelo mínimo, o valor do salário mínimo vigente deve ser inserido no campo.
  10. Insira o código de pagamento e a data de pagamento da guia de recolhimento.
  11. Clique em “marcar todos” e depois em “gerar GPS”.
  12. Pague a Guia da Previdência Social no banco de sua preferência.

Prontinho, agora que você aprendeu como preencher o carnê, basta repetir o processo todos os meses ou a cada trimestre, de acordo com o código de contribuição escolhido por você.

Mas, atenção: lembre-se que o número de identificação do seu plano também muda de acordo com a forma que você efetua o pagamento, ou seja, o recolhimento mensal e o recolhimento trimestral de um mesmo plano terá códigos diferentes, ok?

Veja também:
Como conseguir o Informe de Rendimentos do INSS
Carnê-Leão para autônomo: como preencher corretamente

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário

Cálculo automático do
Imposto de Renda dos
seus investimentos

Compre e venda sem medo de cair na Malha Fina.

começar agora