Por quanto tempo devo guardar os documentos do Imposto de Renda?

Guardar as cópias dos documentos que comprovam os valores mencionados na declaração anual do Imposto de Renda é uma maneira de evitar complicações fiscais lá na frente. Mas você sabe por quanto tempo deve guardá-los?

Guardar documentos imposto de renda

Se você está se perguntando o que fazer com os documentos e comprovantes que reuniu para declarar o seu Imposto de Renda, agora que o trabalho foi feito, saiba que será necessário mantê-los devidamente organizados e armazenados por mais um tempinho, ok?

Pois é possível que alguns dos informes utilizados para preencher a declaração do tributo sejam requisitados pela Receita Federal, a fim de comprovar algum valor declarado. Por isso, os documentos devem ficar sob a sua supervisão e em locais acessíveis por mais alguns anos.

Quais documentos utilizados para a declaração do IR devo guardar?

1.   Informes de rendimentos de empregadores, instituições financeiras e outros.

2.  Comprovantes de recebimento de aposentadorias.

3.  Comprovantes de contribuições ao INSS para empregados domésticos.

4.  Recibos das despesas dedutíveis mencionadas: despesas com saúde e educação.

5.  Comprovantes de pagamento ou recebimento de aluguel.

6.  Comprovantes de reformas em imóveis.

7.  Escrituras e comprovantes de ganho de capital.

8.  Comprovantes de pagamento de Imposto/DARF.

9.  Recibo da declaração do Imposto de Renda.

Por quanto tempo devo guardar os documentos?

O indicado é que o contribuinte guarde uma cópia da declaração anual do tributo, bem como os comprovantes dos documentos utilizados para declarar o Imposto de Renda por cinco anos - contados a partir do ano seguinte ao ano-calendário da declaração.

Em outras palavras, será preciso guardar os comprovantes dos documentos utilizados para declarar o IR de 2020, por exemplo, de 2021 até 2026, no mínimo. Pois o ideal mesmo é mantê-los por sete anos após a utilização deles para o preenchimento da declaração.

Por que devo guardar os documentos por tanto tempo?

Como dito no início do artigo, o fisco da Receita Federal pode solicitar a qualquer momento, no período de cinco anos, documentos que comprovem as informações anexadas na declaração do Imposto de Renda.

Por isso, manter os documentos disponíveis durante o tempo estipulado pode evitar problemas fiscais, afinal, a Receita Federal tem o prazo dos mesmos cinco anos para averiguar as informações apresentadas.

No entanto, é preciso manter-se atento e, por precaução, manter os documentos arquivados por mais tempo, já que é comum que as declarações sejam revistas no final do prazo de cinco anos e o contribuinte notificado um tempo depois. Sete anos pode ser o ideal.

Como garantir a segurança dos comprovantes durante esse período?

Além de guardar os comprovantes originais em segurança e preservados (em um lugar acessível, visível, longe da umidade e agrupados), para garantir o acesso a eles caso haja necessidade, lembre-se de tirar cópias dos documentos e fotografá-los. Afinal de contas, melhor prevenir do que remediar, concorda?

Uma outra solução é ter os comprovantes digitais também armazenados e organizados em apenas um lugar. A Leoa pode lhe ajudar nessa, já que é possível anexar fotos dos comprovantes utilizados para o preenchimento da sua declaração na nossa plataforma. Bacana, não é mesmo?

Vai lá e confere mais uma das vantagens que a Leoa preparou para facilitar a vida do contribuinte do Imposto de Renda!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário