Com que salário tenho que declarar Imposto de Renda?

Descubra se o que você recebeu em 2019 faz com que você tenha que prestar contas com o leão ainda em 2020.

Salário imposto de renda

Antes de tudo, é preciso apontar que todo rendimento recebido pelo contribuinte, seja ele tributável ou isento, deve ser declarado no Imposto de Renda, por isso, se você possui mais de uma renda, saiba que todos os seus salários devem aparecer na declaração do tributo.

Assim, se o contribuinte recebe mais de um salário e o valor total alcança a quantia mínima para declarar o imposto, ele deverá - obrigatoriamente - preencher e enviar a declaração à Receita Federal.

Com que faixa salarial preciso declarar o Imposto de Renda?

Para responder essa pergunta, podemos contar com o auxílio da tabela de rendimento - mensal e anual - disponibilizada pela Receita Federal para indicar qual faixa salarial transforma um cidadão brasileiro em um contribuinte.

A tabela funciona da seguinte forma: nela você acessa o valor da faixa salarial e também o valor do imposto cobrado referente ao salário de cada cidadão. Do mesmo modo, é possível conferir a parcela a deduzir relativa a cada renda, ou seja, o desconto aplicado à base de cálculo do tributo.

Tabela de rendimento mensal

Tabela alíquota imposto de renda

Tabela de rendimento anual

Tabela progressiva anual

Assim, analisando as tabelas, podemos inferir que o cidadão que recebe um salário igual ou maior que R$ 1.903,99 por mês ou R$ 28.559,70 anualmente deve declarar o Imposto de Renda.

Vamos explicar melhor: se você ganha R$ 28.559,70 anualmente, você pode escolher a declaração simplificada, que deduz 20% da base de cálculo. Ou seja, R$ 28.559,70 - 20% = R$ 22.847,76. Desta forma, você estará dentro da parcela que recebe até R$ 22.847,76 que, conforme a tabela anual de alíquotas do Imposto de Renda, é considerado isento.

No entanto, é importante notar que se o cidadão trabalha de carteira assinada e recebe um salário que lhe obriga a pagar e a declarar o Imposto de Renda, o tributo é recolhido, de maneira automática, da folha de pagamento do contribuinte. O que chamamos de Imposto de Renda Retido na Fonte - IRRF.

Dessa forma, quando chegar o momento de declarar o imposto e acertar as contas de fato com a Receita, o contribuinte já irá ter pago o seu tributo e, assim, caso tenha pago imposto em excesso, será restituído. Portanto, deixe de lado o pensamento de que você pagará o tributo novamente, ok?

Descobriu que o seu salário ultrapassa o valor de isenção do imposto?

Relaxa, a Leoa é uma assistente virtual para fazer a declaração que descomplica os termos do tributo e auxilia durante todo o processo de preenchimento e envio da declaração. Basta seguir as perguntas feitas pela plataforma e informar os dados e informações requisitadas.

Além disso, ganhar o suficiente para declarar o Imposto de Renda é algo bom. Pense assim: sua renda aumentou consideravelmente e, por isso, seus rendimentos e gastos precisam ser analisados e também tributados.

Por fim, se o que você recebe te credencia a declarar o Imposto de Renda, lembre-se que o prazo final para o envio da declaração será o dia 30 de junho de 2020, certo?

O que você achou do post?

3 Respostas

Deixe seu comentário