Como obter o máximo de restituição de Imposto de Renda

Quer descobrir o segredo para obter o máximo de restituição do Imposto de Renda? A gente conta pra você!

Máximo imposto de renda

Se você deseja obter o máximo de restituição no Imposto de Renda 2020, o primeiro passo para realizar o feito é reunir todos os seus gastos dedutíveis referentes ao ano-calendário da declaração. Não sabe por onde começar? A Leoa te ajuda.

Para ter saldo a receber (restituição), o contribuinte deve ter pago, durante o ano-calendário da declaração, mais tributos do que deveria.

Isso, de modo geral, acontece quando o cidadão trabalha de carteira assinada e tem seu Imposto de Renda retido na fonte, pois nessas situações, as empresas costumam apenas levar em consideração os rendimentos salariais do colaborador e não o contexto todo do contribuinte.

Imagine a seguinte situação: um colaborador tem um salário de R$ 2.000 e tem o seu IR retido na fonte mensalmente - sem contar outros descontos na folha de pagamento e suas despesas básicas - tem, regularmente, gastos com saúde. Não é justo que ele seja restituído? Sim.

Este é o raciocínio da Receita Federal ao deduzir, isto é, abater da base de cálculo do IR alguns gastos do Imposto de Renda, como é o caso das despesas com saúde.

Portanto, a melhor estratégia para conseguir o máximo de restituição do Imposto de Renda é deduzindo a maior quantidade de despesas dedutíveis possível.

Obtenha o máximo de restituição ao declarar despesas dedutíveis

Veja, abaixo, a lista completa das deduções do Imposto de Renda 2020:

  • despesas com saúde;
  • despesas com educação;
  • previdência privada;
  • pensão alimentícia;
  • INSS do empregado doméstico;
  • livro-caixa de profissionais liberais ou autônomos;
  • honorários advocatícios quando houver rendimento de processos judiciais;
  • despesas de quem recebe aluguel - como corretor, administradoras e etc;
  • doações realizadas no ano-calendário da declaração.

Dessa forma, se no ano de 2019 você arcou com despesas como as citadas, saiba que é possível declará-las no Imposto de Renda de 2020 e diminuir estes gastos da base de cálculo do tributo e, assim, aumentar o valor da sua restituição.

Declare apenas as despesas dedutíveis com comprovante

Porém, para que isso de fato aconteça e não haja problema algum em um futuro próximo, é preciso que as despesas dedutíveis declaradas possuam notas fiscais ou recibos comprobatórios, certo?

Portanto, se você lembrou de uma consulta médica e não faz ideia onde guardou a nota fiscal do serviço prestado, não é seguro declará-la, visto que, por algum motivo, o fisco possa querer que o contribuinte prove as informações declaradas no Imposto de Renda.

E, sem comprovação, o contribuinte não tem outra opção senão permanecer na malha fina fiscal até segunda ordem. Por isso, tome cuidado com o que você declara, mesmo agindo de boa-fé e declarando apenas despesas dedutíveis reais.

Por fim, declarando a maior quantidade de despesas que podem ser subtraídas da base de cálculo do IR, basta esperar a sua restituição ser depositada pela Receita Federal, segundo os lotes do reembolso.

Caso não queira esperar pelo Governo, solicite a antecipação do o valor da sua restituição com a Plataforma Leoa.

O que você achou do post?

1 Resposta

Deixe seu comentário