Swing trade paga Imposto de Renda?

Saiba se você deve pagar Imposto de Renda por operar ações na metodologia de swing trade na bolsa agora mesmo!

Swing trade paga imposto de renda

Se você opera ações na bolsa pela metodologia do swing trade, é preciso prestar atenção em alguns detalhes para o momento de declarar o Imposto de Renda.

Diferentemente do day trade, em que se faz compra e venda de ações no mesmo dia, essa modalidade trabalha com compra e venda em curto e médio prazo. Essa é a modalidade mais indicada para quem tem outra atividade profissional que também exige tempo.

Quando se trata de apurar os ganhos com esses investimentos, você sabe se swing trade paga Imposto de Renda? Vamos entender melhor?

Ações swing trade  e Imposto de Renda

A relação entre esse dois termos é simples: se você comprou e as vendeu com lucro, dentro de um período de até 30 dias, é preciso declará-las no Imposto de Renda, desde que o valor em vendas tenha ultrapassado R$ 20.000, pois menos do que isso não há incidência de imposto.

Ou seja, para até R$ 20.000 nesse tipo de operação ainda é preciso declarar, mas não haverá incidência de imposto sobre os valores.

Esclarecido esse benefício, é hora de entender melhor como funciona esse tipo de declaração.

As ações são declaradas uma a uma, na ficha "Bens e Direitos". Será preciso informar, também, o valor pago no momento da compra, de acordo com as "notas de corretagem".

Lembre-se que algumas notas de corretagem podem conter mais de uma ação e será preciso separá-las, nesses casos, indicando a média do custo de cada uma e demais informações sobre cada empresa.

As vendas nessa modalidade não costumam acontecer no mesmo dia, por isso é importante manter um histórico em planilhas de tudo que for comprado e vendido, dia após dia, pois a declaração é feita mensalmente.

Calcular Imposto de Renda com swing trade

Com todos esses detalhes em mente, é preciso calcular corretamente os valores para conseguir preencher no software da Receita Federal, no momento da declaração. Você só calculará sobre os lucros, certo?

Para ajudar no cálculo, usaremos um exemplo. Imagine que você fez duas compras de ações num ano, considerando que:

  • a primeira ocorreu em 06/03/2020, referente a 600 ações, no valor de R$ 14,50 cada uma; e
  • a segunda também foi uma compra de 600 ações, no dia 27/04/2020, por R$ 18,50 cada uma.

Para os fins deste exemplo, a gente já considera que descontamos os valores de corretagem, que são de 0,005% sobre as vendas, e outros que possam ser devidos para a sua corretora de valores.

Dito isso, entenda que para a primeira compra, você gastou R$ 8.700, já que foram 600 ações a R$ 15,50 cada uma.

Já para a segunda operação, o valor foi de R$ 11.100.

O preço médio é calculado da seguinte maneira:

  • Some os dois totais, ou seja, R$ 8.700 + R$ 11.100 = R$ 19.800.
  • Divida esse total pela quantidade de ações totais, que nesse caso são 1.200, ou seja: 19.800 / 1200 = R$ 16,50.
  • R$ 16,50 é o valor do preço médio de compra da posição, ou seja, de cada ação.

Esse é o valor que será preciso informar no momento da declaração.

Alíquota Imposto de Renda swing trade

A alíquota de Imposto de Renda para swing trade de mercado futuro, bolsas de valores, mercadorias, de futuros e assemelhadas é de 15% e o contribuinte deve efetuar o pagamento até o último dia útil do mês seguinte à operação.

É importante saber que nos casos em que o contribuinte tiver prejuízo, há algumas opções que ele deve considerar.

Em outras palavras, se você quer saber como deduzir prejuízo no Imposto de Renda swing trade, basta declarar para compensar no outro mês ou ano.

E aí? Deu para entender melhor?

A maior dica é manter a organização sobre todas as suas compras, já que é com as planilhas é mais fácil fazer os cálculos de prejuízos e lucros, ação por ação.

Além do que, quem é organizado tem sempre mais chances de aumentar a restituição, quando for o caso, já que tudo é informado com maior riqueza de detalhes e com comprovantes, garantindo ficar de fora da malha fina.

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário