Canal da Leoa

Tudo sobre Imposto de Renda

Conteúdo grátis com qualidade sobre IR

Imposto de Renda 2022: como fazer a declaração do IR

Apesar de temida pela maioria dos contribuintes, fazer a declaração do Imposto de Renda é uma tarefa menos complicada do que parece. Neste artigo, explicamos tudo para você!

Imposto de renda 2022

A data para declarar o Imposto de Renda 2022 vai de 07 de março a 31 de maio. Todas as pessoas físicas que estiverem dentro dos critérios definidos pelo Leão, que obrigam a declarar, precisam transmitir os dados referentes aos seus rendimentos para a Receita Federal até as 23h59min do dia 31 de maio para não ficarem em desacordo com o Leão, o que pode levar à multa e cancelamento de CPF, por exemplo.

Especialmente para marinheiros de primeira viagem, essa pode parecer uma tarefa complexa e difícil, mas garantimos que é mais simples do que você imagina. Até porque, você pode optar tanto por fazer a declaração pelo programa da Receita Federal quanto pela plataforma da Leoa, que simplifica ainda mais esse processo para você.

Confira como funciona a seguir.

Quem deve declarar Imposto de Renda 2022

Primeiramente, você deve entender quem é obrigado a fazer a declaração de Imposto de Renda 2022, que são todos os brasileiros que, em 2021, receberam:

  • Rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.
  • Rendimentos isentos acima de R$ 40 mil.
  • Algum ganho de capital na venda de bens ou ter feito qualquer tipo de operação na Bolsa de Valores, em qualquer mês.
  • Isenção de imposto na venda de um imóvel residencial para comprar outro dentro de 180 dias.
  • Posses somando mais de R$ 300 mil até o último dia de 2021.
  • Receita bruta acima de R$ 142.798,50 em atividades rurais.
  • Ou qualquer pessoa que tenha passado a morar no Brasil em qualquer mês de 2021.

Se você preenche qualquer um desses critérios, mesmo que seja apenas um deles, está obrigado a fazer a declaração. Lembrando que o auxílio emergencial é considerado rendimento tributável.

Atenção às exceções

Mesmo que os grupos abaixo se encaixem nos requisitos acima, a Receita Federal ainda isenta dois casos específicos de declarar. Confira que se encaixa na exceção.

  • A pessoa que tem bens comuns com marido ou esposa, desde que as posses do casal sejam declaradas por um dos dois e o patrimônio pessoal não ultrapasse R$ 300 mil; ou
  • quem atinge um dos critérios de obrigação, mas aparece como dependente na declaração de Imposto de Renda apresentada por outra pessoa física.

É importante não confundir isenção de declarar o Imposto de Renda com isenção de pagar o tributo. Isso porque, a partir dos 65 anos, idosos conseguem isenção de pagar o IR se o somatório do rendimento que vem da aposentadoria for de até R$ 24.751,74 anuais. Ultrapassando esse valor, o que exceder é tributável.

Isso significa que, até esse valor em aposentadoria, recebe isenção de pagar, o que não significa que não precise declarar, já que se corresponder a qualquer um dos critérios acima citados, a declaração é, sim, obrigatória.

O mesmo vale para o caso de portadores de doenças graves que recebam rendimentos provenientes exclusivamente de aposentadoria, pensão, reforma (no caso de militares) ou outro benefício previdenciário. Ganham isenção de pagar, mas não necessariamente de declarar, caso correspondam a alguns dos critérios que obrigam a declarar.

O que devo declarar no IR 2022?

Se você é obrigado a declarar, precisa informar todas as receitas, despesas, investimentos, rendimentos e posses, suas e de seus dependentes. Isso significa que deve apresentar todas as movimentações financeiras feitas em 2021, informando a origem dos rendimentos recebidos ao longo do ano e como essa quantia foi gasta por você e seus dependentes.

Portanto, reúna todos os comprovantes relacionados a essas movimentações antes de começar a preencher a declaração. Os documentos que você vai precisar, além do seu nome completo, são CPF, RG, data de nascimento, endereço, telefone, e-mail e número do PIS, seus e de seus dependentes.

Também é preciso ter em mãos os informes de rendimentos seus e de seus dependentes. Esses informes são disponibilizados pelas fontes pagadoras: sua empresa, os bancos onde você possui contas, INSS, corretoras de valores etc.

As chamadas fontes pagadoras são obrigadas a fornecer uma relação anual dos seus rendimentos antes do início do período de entrega da declaração, documentação facilmente obtida pela internet pelos canais dessas instituições.

Também reúna os comprovantes das suas despesas dedutíveis no Imposto de Renda, como notas fiscais e recibos.

Como fazer declaração de Imposto de Renda

Você pode realizar a declaração do Imposto de Renda 2022 de duas maneiras: pelo programa da Receita Federal ou pela plataforma da Leoa. A seguir, explicamos como declarar em cada formato.

Como fazer declaração do IR pelo programa do Leão

Com os documentos em mãos, baixe o programa da Receita Federal. Se preferir, você também pode preencher a declaração de forma online pelo portal do contribuinte, o e-CAC, ou pelo celular, pelo aplicativo Meu Imposto de Renda.

Ao abrir o programa onde considerar mais prático, você vai precisar:

  1. Informar os dados pessoais do titular da declaração, que é você. Basta preencher os campos solicitados de acordo com os seus dados.
  2. Após, inclua também os dados de dependentes e alimentandos, se tiver. Caso já tenha feito a declaração pelo programa em anos anteriores, conseguirá puxar essas informações e seus dados automaticamente.
  3. Com os dados pessoais inseridos, confirmados ou atualizados, você vai precisar escolher o modelo de tributação da declaração, que pode ser completa ou simplificada. Basicamente, a declaração completa calcula os descontos do imposto conforme as despesas informadas, enquanto a simplificada utiliza um desconto padrão de 20%. Portanto, a declaração completa é mais indicada para quem possui muitas despesas dedutíveis, por exemplo.
  4. Enfim, você vai precisar declarar as movimentações financeiras e patrimoniais suas e de seus dependentes. Não esconda nada: declare salários, benefícios, pensões e aposentadorias, contribuições ao INSS e previdência privada, saldo em conta, compra e venda de móveis e imóveis, rendimentos financeiros, indenizações, doações, heranças, despesas com saúde e educação etc. Todos esses valores podem ser obtidos nos informes de rendimentos das fontes pagadoras e nas notas fiscais e recibos das despesas.
  5. Antes de transmitir a sua declaração, confira se todos os dados estão corretos, sem zeros a mais ou a menos, bem como se não esqueceu de preencher nenhuma informação, para não precisar fazer uma declaração retificadora no futuro.

Como fazer declaração do IR pela plataforma da Leoa

Já pela Leoa, a vantagem é que você não precisa baixar nenhum programa nos seus dispositivos, bastando fazer um breve cadastro para preencher as informações de maneira totalmente online e gratuita.

A plataforma possui ligação direta com a Receita Federal e é completamente segura. Milhares de pessoas já declararam Imposto de Renda em anos anteriores pela Leoa e avaliaram o serviço como excelente.

Isso porque, além de contar com uma equipe sempre a postos para ajudar com todas as suas dúvidas, a plataforma é intuitiva.

Após o cadastro, o contribuinte vai respondendo a perguntas com uma linguagem mais simples, tendo mais clareza e, por isso, é capaz de completar todo o procedimento com agilidade, sem ficar com dúvidas. Claro, aqui também é preciso estar com toda a documentação em mãos para informar os dados necessários.

Mesmo se perceber, depois de enviar, que cometeu algum erro nos dados informados, basta entrar em contato com a equipe da Leoa, avisando sobre o ajuste que precisa ser feito, e a assistente virtual continuará ajudando você também com a declaração retificadora. Mas o ideal é sempre prestar muita atenção na hora de preencher todos campos, aqui ou no programa da Receita Federal.

Cálculo do Imposto de Renda

Depois de entregar a declaração, você saberá quanto de Imposto de Renda terá que pagar. Se tiver imposto a pagar, precisará emitir um DARF, uma espécie de boleto, que será gerado tanto pelo programa do Leão quanto pela plataforma da Leoa. Efetue o pagamento dentro do vencimento para não gerar juros.

O cálculo é baseado na soma de todos os rendimentos sujeitos à tributação obtidos durante 2021.

Se você teve muitas despesas dedutíveis, por exemplo, pode conseguir abater o que pagaria para a Receita Federal e até mesmo pode receber alguma restituição, que é o valor que o Leão entende que você já pagou de imposto a mais ao longo do ano, que volta para você.

Abaixo, você pode conferir duas tabelas: uma com as alíquotas utilizadas no cálculo do Imposto de Renda em relação à renda mensal do contribuinte, que dá base para o desconto de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) que acontece na sua folha de pagamento ao longo do ano, e outra em relação à renda anual.

Na tabela mensal, você encontra a faixa salarial que dá base ao cálculo e a alíquota do Imposto de Renda para pessoas físicas, que corresponde ao seu salário e à parcela dedutível padrão. Também é possível verificar o valor fixo da parcela dedutível de cada dependente, que deve entrar na conta.

Depois de feitos todos os lançamentos, é a tabela anual que é usada pelo sistema da Receita Federal para a base de cálculo do imposto dos rendimentos tributáveis.

Tabela de Imposto de Renda 2022 mensal

Tabela imposto renda 2022

Tabela de Imposto de Renda 2022 anual

Tabela imposto renda 2022 anual

Agora que você descobriu que fazer a declaração do Imposto de Renda 2022 não é nenhum bicho de sete cabeças, já pode fazer a sua com toda tranquilidade e segurança! Falando nisso, que tal compartilhar essas dicas nas suas redes sociais e ajudar outras pessoas com essa tarefa?

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário

Declare o Imposto de Renda. Online, grátis e seguro.

DECLARAR