Como declarar reforma no Imposto de Renda?

Se você realizou reformas ou benfeitorias no seu imóvel no ano de 2019, será preciso mencioná-las no seu IR 2020. Veja como e onde inseri-las na declaração do Imposto de Renda.

Declarar reforma imposto de renda

Já não é mais novidade que todas as suas receitas e despesas devem aparecer na declaração do seu Imposto de Renda, certo? No entanto, nem sempre sabemos como declará-las e, por isso, é necessário buscar por essas informações.

Neste artigo, falaremos sobre como declarar reforma no Imposto de Renda, então fique a vontade para aprender como e onde inserir suas benfeitorias no seu IR 2020. Para começar, que tal descobrir quais são os itens da sua reforma que devem ser declarados?

Declarar todos os pontos exigidos pelo Leão pode evitar uma passagem indesejada pela malha fina fiscal e resultar, inclusive, no pagamento de multas em decorrência da falta de coerência na apresentação de informações obrigatórias.

Além disso, tudo o que você não precisa depois dos gastos recentes com a reforma da sua casa ou apartamento é arcar com custos que não estavam no orçamento, concorda? Então vamos lá!

Quais itens da reforma devo declarar?

Antes de iniciar, vale notar que apenas benfeitorias podem ser utilizadas para atualizar o valor do seu imóvel na declaração do seu tributo, já que a Receita Federal não considera o valor atual de mercado do seu patrimônio em relação à data de compra.

Assim, mesmo que obrigatório, vale a pena dedicar tempo e atenção para preencher adequadamente suas despesas ao reformar sua casa ou apartamento.

Confira, abaixo, alguns dos principais itens de reforma que devem aparecer na sua declaração do IR 2020:

  • construção ou ampliação do patrimônio;
  • gastos com pequenas obras, como pintura, encanamentos, troca de revestimentos - azulejos, pisos e paredes - e instalações elétricas;
  • móveis planejados;
  • revestimento de calçadas, entre outros.

De modo geral, gastos com materiais e mão de obra que visam melhorar o ambiente interno e externo do imóvel. Mas fique atento: gastos com, por exemplo, paisagismo, mobília e decoração não são considerados benfeitorias e, por isso, não devem ser mencionados nesta categoria.

Como e onde declarar reforma no Imposto de Renda?

É possível responder a essa pergunta com duas respostas, pois como e onde declarar sua reforma dependerá, essencialmente, de quando seu imóvel foi adquirido. Veja:

Imóveis adquiridos antes de 1988

Para declarar reformas e benfeitorias feitas em imóveis comprados antes de 1988, encaminhe-se à aba “Bens e Direitos”. Lá insira o código "17", intitulado “Benfeitorias”. No campo “Discriminação”, insira informações sobre a propriedade, assim como as benfeitorias realizadas e os valores gastos.

Imóveis comprados depois de 1988

Se o contribuinte comprou o imóvel depois de 1988 e já tenha quitado, os valores gastos na reforma poderão ser agregados ao valor do bem. Por isso, será necessário declarar suas benfeitorias na ficha “Bens e Direitos”, sob o código "11" quando apartamento, ou código "12" quando seu imóvel for uma casa.

No campo “Discriminação”, assim como ao declarar imóveis adquiridos antes de 1988, insira as informações referentes às benfeitorias realizadas no bem, a data em que ocorreu a reforma e os valores gastos com as obras.

Agora que você conferiu como declarar reforma no Imposto de Renda, descubra também como declarar outras despesas na sua declaração. O blog da Leoa está cheio de conteúdo para facilitar a sua vida como contribuinte, por isso não deixe de se informar e declarar seu IR o quanto antes.

O que você achou do post?

14 Respostas

Deixe seu comentário