Canal da Leoa

Tudo sobre Imposto de Renda

Conteúdo grátis com qualidade sobre IR

Como declarar moto no Imposto de Renda 2020?

Chegou a hora de acertar as contas com o Leão e não sabe como declarar sua moto no Imposto de Renda este ano? A gente explica!

Declarar moto imposto de renda 2020

Se vai declarar Imposto de Renda este ano, você precisará informar diversos dados, entre eles, se possui algum veículo, como uma moto, por exemplo.

Esteja atento para não deixar de declarar esses valores! O Leão é expert em cruzar dados e vai achar muito estranho se algum veículo no seu nome não aparecer na declaração, podendo levar você para a malha fina! Vamos ver como fazer?

Como declarar a sua moto

Depois de baixar o programa da Receita Federal, você deve ir até a ficha “Bens e Direitos”, que é a ficha na qual fica registrado todo o patrimônio do contribuinte, e escolher o código 21, que se refere ao item “Veículo Automotor Terrestre”.

Em “Discriminação”, informe marca, modelo, ano de fabricação, placa, data de registro e forma de aquisição do veículo. Esse campo é válido tanto para motos, carros, caminhões etc.

Todo ano você precisará atualizar a situação dos seus bens na declaração, mas é importante destacar que o que importa para a Receita Federal é a saída e entrada de novos bens e não o aumento de valor ou a desvalorização deles. O que importa para o Leão é o que foi adquirido ou vendido.

Se os seus bens são exatamente os mesmos declarados no ano anterior, você só vai precisar importar os dados, sem precisar fazer mudanças. Os únicos bens que podem ter os valores atualizados são imóveis reformados ou em caso de construções, que devem ser declarados.

Venda ou compra de moto

Se você vendeu uma moto durante 2019, precisa editar a ficha e colocar, no campo de "Situação Final em 31/12/2019", 0 (zero), se o bem já aparecer na declaração, importado de outro ano.

Em “Discriminação”, você pode informar detalhes da venda, como valor e CPF ou CNPJ do comprador. Quanto mais detalhadas as informações, melhor.

Mesmo que a moto tenha sido vendida para dar entrada na compra de outro bem, o processo é exatamente igual.

Se você adquiriu a moto até 31 de dezembro de 2019, vai precisar clicar em “Novo”, nessa mesma ficha “Bens e Direitos”. Nesse caso, no campo “Situação Ano Anterior” coloque também 0 (zero), para que a Receita Federal entenda que você passou a ter esse veículo em 2019.

No caso de ter quitado a moto em um único pagamento, devem ser preenchidas informações sobre ela, o valor e dados como o CNPJ ou CPF de quem fez a venda.

Já se a moto foi comprada por meio de financiamento, o processo de declaração de financiamento é semelhante, mas no campo "Discriminação" você precisará acrescentar as informações sobre o mesmo. Se teve entrada, de quanto foi, e as parcelas pagas. Atualize os valores que faltam nas próximas declarações, ano a ano, até que o valor seja totalmente quitado.

No caso do financiamento, você não precisa declarar na ficha “Dívidas e Ônus Reais” se tiver declarado na ficha “Bens e Direitos”.

Parece difícil lembrar de todos esses detalhes? Conte com a Leoa, a assistente virtual que acompanha você em cada passo da declaração de forma gratuita!

O que você achou do post?

0 Respostas

Deixe seu comentário