Qual a maneira mais fácil de fazer a Declaração de Imposto de Renda?

O Imposto de Renda pode ter ganhado fama de complicado, mas saiba que existe, sim, uma maneira fácil de declarar os seus rendimentos ao Leão. Confira o nosso passo a passo.

Declaração de imposto de renda maneira fácil

Se você precisa declarar Imposto de Renda, este ano, e está procurando ajuda, encontrou o artigo certo. Sabemos que muitos encaram o Leão com medo, porém, a verdade é que é fácil fazer a declaração do Imposto de Renda e pode levar apenas alguns minutos.

Todos os anos, os brasileiros precisam informar seu balanço patrimonial para a Receita Federal, por meio da declaração do Imposto de Renda. Por ser necessário apresentar uma série de documentos e comprovantes, passou-se a acreditar que isso é algo muito complicado.

Somos sinceros com você, essa é uma tarefa que exige atenção e seriedade, mas não precisa ser, necessariamente, complexa ou difícil. É possível fazer a declaração de Imposto de Renda de maneira fácil e totalmente pela internet.

Confira o nosso passo a passo e aprenda, de uma vez por todas, a fazer sua declaração de IRPF:

1.  Baixe o programa da Receita Federal

O Imposto de Renda é declarado por meio de um programa disponibilizado no site da Receita Federal. Ele é fácil de ser baixado, basta seguir as informações da página. O “help” do site também funciona muito bem e pode ajudá-lo em possíveis dúvidas.

2.  Nova declaração ou importar dados?

Se essa é a sua primeira declaração, você deve clicar em “nova declaração”, na página inicial do programa. Caso já tenha feito outras declarações, você pode importar os dados do ano passado, clicando em “importar dados” e seguindo os passos do sistema.

3.  Tenha os documentos em mãos

Para fazer a declaração, você irá precisar de documentos e comprovantes. Separe-os previamente. É necessário ter os informes de rendimentos da empresa em que trabalha, do seu banco e de todas as outras rendas que você e seus dependentes (caso tenha) receberam no ano passado.

Assim como das despesas dedutíveis que obteve ao longo ano. Gastos com saúde e educação são um exemplo de despesas que devem ser declaradas, isso conta para que você pague menos imposto.

4.  Cadastro

Em seguida, faça o cadastro na opção “declaração de ajuste anual”. Você terá de preencher o seu nome, CPF, profissão, número do Título Eleitoral e, caso esteja fazendo a declaração retificadora (aquela que corrige informações incorretas), precisará cadastrar também do número do recibo da declaração entregue no ano passado.

5.  Preencha a declaração

Agora é a hora de fazer a declaração dos seus rendimentos, bens de direito e dos pagamentos efetuados. Basicamente, você deve ir preenchendo os campos do programa, conforme solicitado e conforme os seus documentos e comprovantes.

Lembre-se de informar, também, os valores em contas bancárias, fundos de investimento, rendimentos não tributáveis, posses de bens, além dos rendimentos e despesas dos seus dependentes.

6.  Confira as pendências

Ao final do preenchimento, clique no botão “verificar pendências” e, assim, o programa acusará se tiver algum campo obrigatório que foi esquecido. Isso é muito importante para que a sua declaração não fique incompleta.

7.  Tributação completa ou simplificada

Estamos quase no fim, e agora é preciso escolher entre a tributação completa, que é a por deduções legais, ou simplificada. Se você não sabe qual escolher, fique tranquilo, o próprio programa mostra qual opção é mais vantajosa para o seu caso.

8.  Verifique o resumo de dados

Ao final, você deve verificar o resumo de dados e corrigir possíveis erros. Esse resumo traz, além de todos os informes da sua declaração, a quantia de impostos que você deverá pagar ou que terá a restituir.

9.  Restituição ou imposto a pagar

No resumo de dados, você conferiu se teria de pagar ou receber o Imposto de Renda. Em casos de restituição de IR, o programa irá pedir uma conta bancária para depósito.

Já em caso de pagamento do imposto, o valor pode ser parcelado em até oito vezes, com débito automático em conta. No entanto, a primeira parcela deve ser paga com DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), gerado pelo próprio programa.

Quem quiser parcelar o valor, sem o débito em conta, é possível pagá-lo parcela por parcela, ainda pelo DARF; é só gerar o documento no programa, todo mês.

10.  Entregue a declaração

Chegamos ao fim, agora é só enviar a declaração do Imposto de Renda, clicando em “entregar declaração”. Vale lembrar que é preciso entregar o documento dentro do prazo ou ocasionará multas.

Com esse passo a passo, você já sabe bem qual o procedimento para declarar Imposto de Renda e está preparado para fazer a declaração de maneira fácil.

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário