Canal da Leoa

Tudo sobre Imposto de Renda

Conteúdo grátis com qualidade sobre IR

Como declarar apartamento financiado no Imposto de Renda

Este ano, o prazo para a declaração do Imposto de Renda será do dia 07 de março e foi prorrogado até o dia 31 de maio. Portanto, se você financiou um imóvel em 2021, chegou a hora de declarar o seu apartamento financiado no IR 2022.

Declarar apartamento financiado ir

Se você financiou um apartamento no ano passado e se encaixa nos critérios de obrigatoriedade para declarar Imposto de Renda referente ao ano de 2021, você deve declarar o imóvel e os detalhes do financiamento na ficha de Bens e Direitos na plataforma da Leoa ou no programa da Receita Federal para declaração do IR 2022.

Afinal, os imóveis financiados devem ser lançados na declaração anual do Imposto de Renda, assim como qualquer outro patrimônio do contribuinte. Pensando nisso, chegou a hora de você aprender como declarar apartamento financiado no IR 2022.

Inclusive, o financiamento imobiliário objetiva facilitar o acesso à moradia no Brasil e, para muita gente, esse é o único meio para adquirir um imóvel próprio.

Assim, enquanto essa carta de crédito ajuda você na realização de seus sonhos, a nossa equipe colabora na “legalização fiscal” do seu apartamento e desburocratiza o processo de declaração do seu patrimônio.

Vamos lá?

É preciso declarar apartamento financiado no IR 2022?

Sim, você deve lançar o apartamento financiado no Imposto de Renda se você fizer parte da parcela da população brasileira obrigada a entregar o documento à Receita Federal ou ainda quando o seu imóvel tiver valor igual ou superior a R$ 300 mil, mesmo se você não se encaixar em outros critérios que obrigam o contribuinte a prestar contas com o Leão.

Além disso, ao contrário do que muita gente acredita, o apartamento financiado deve ser mencionado na declaração anual do Imposto de Renda desde o período em que é adquirido, não somente quando o imóvel estiver 100% quitado.

Assim, ainda que o imóvel não seja inteiramente seu, você deve mencionar, anualmente e até que o apartamento seja quitado, os valores pagos até então, o montante total financiado junto ao banco e a quantia faltante para a dívida ser quitada.

Como declarar apartamento financiado no Imposto de Renda?

Para declarar o apartamento financiado no IR 2022, siga o passo a passo abaixo:

  1. Baixe o Programa Gerador do Imposto de Renda ou acesse o site da Leoa para declarar através da nossa plataforma de forma rápida e descomplicada.
  2. Abra a ficha “Bens e Direitos”.
  3. Selecione o "código 11", referente a “Apartamento”.
  4. Abra o campo “Discriminação” e informe o máximo de informações sobre o imóvel e o processo de compra do bem, tais como:
    • Dados do imóvel (endereço e área total);
    • CPF/CNPJ, nome e endereço dos vendedores;
    • CNPJ e nome do banco financiador;
    • Data da compra e a forma de aquisição (nesse caso, financiado);
    • Se a compra foi feita de modo individual ou em conjunto com outra pessoa;
    • Valores de entrada e total pago ao longo do ano de 2021;
    • Quanto falta para quitar a dívida e se o FGTS foi utilizado para esse fim; e
    • O valor pago de Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e outras despesas cartoriais.
  5. Lembre-se de incluir o CNPJ e o nome do banco financiador, além do CPF/CNPJ, nome e endereço dos vendedores.
  6. No campo “Situação em 31/12/2020”, você deverá declarar o valor da soma de todos os valores pagos até essa data ou deixar o campo zerado, caso a aquisição do bem tenha sido feita em 2021. No campo “Situação em 31/12/2021”, declare os valores pagos durante o ano, somados ao valor da “Situação em 31/12/2020”.

O valor total da carta de crédito não deve ser incluído nos valores pagos, como visto no passo de número 6. Afinal, embora o imóvel tenha sido “quitado” pelo financiamento imobiliário, o banco ainda permanece como dono do apartamento até que você quite integralmente sua dívida com ele.

O contribuinte também não precisa incluir o valor que falta para quitar o financiamento imobiliário na ficha “Dívidas e Ônus reais” se o imóvel foi financiado através do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) ou cartas de crédito que funcionam da mesma forma, ou seja, que utilizam o bem como garantia de pagamento.

Além disso, como o titular da declaração terá lançado o saldo devedor na ficha “Bens e Direitos”, não haverá necessidade de repetir a informação em outro campo.

Como declarar imóvel financiado adquirido em conjunto com alguém?

A recomendação da Receita Federal é que os bens comuns que pertençam ao casal sejam declarados em apenas uma declaração. Essa regra se aplica também ao imóvel financiado, ou seja, apenas um dos donos do apartamento deve incluí-lo na declaração conforme apresentado acima.

A pessoa encarregada de declarar o apartamento deve mencionar no campo “discriminação” que o imóvel é um bem comum e que está sendo lançado naquela declaração.

Já na declaração da outra pessoa, também dona do apartamento, o titular deve abrir a ficha “Bens e Direitos”, escolher o "código 99 - outros", deixar zerado as situações em 31/12/2020 e 31/12/2021 e informar no campo “discriminação” que o imóvel foi lançado na declaração do cônjuge.

Mas, atenção: no caso de sociedade conjugal ou união estável, quando um dos cônjuges declara o bem comum, a outra pessoa fica dispensada de entregar a declaração anual do Imposto de Renda, caso não preencha nenhum outro requisito estabelecido pela RFB e desde que o valor total de seus bens privativos não ultrapasse o valor de R$ 300 mil.

O que você achou do post?

2 Respostas

Deixe seu comentário

Declare o Imposto de Renda. Online, grátis e seguro.

DECLARAR